Connect with us

Assessoria

“Essa denúncia é apenas o começo”, diz Daniel Zen sobre pedido de afastamento do governador do Acre

Daniel Zen comenta sobre o pedido de afastamento de Gladson Cameli e adverte sobre potencial gravidade das acusações e suas consequências

Published

on

Assessoria PT do Acre

Daniel Zen, presidente do Partido dos Trabalhadores do Acre, se pronunciou sobre o pedido de afastamento do governador Gladson Cameli, feito pela Procuradoria-Geral da República (PGR). A denúncia apresentada pela PGR alega que, desde 2019, Cameli lidera um esquema de fraude em licitações, envolvendo pelo menos oito contratos, resultando em um prejuízo estimado de R$ 150 milhões.

Zen enfatizou que a denúncia atual é apenas a primeira de nove possíveis, uma vez que as investigações da Operação Ptolomeu foram desmembradas em nove inquéritos policiais, todos resultando no indiciamento do governador. “…é sobre aquele caso da empresa Murano, contratada na modalidade de “carona” para fazer simples manutenções prediais e acabou executando obras bem maiores, com sobrepreço, superfaturamento e subcontratação de outras empresas de modo ilegal, tudo para facilitar o desvio de recursos. Eu fiquei rouco de tanto falar sobre isso na tribuna da ALEAC, em 2019 e quase ninguém dava atenção”, declarou.

A PGR destaca que o esquema teve início com um contrato de manutenção predial no valor de R$ 24,3 milhões, assinado em 2019. A empresa contratada, alegadamente sem experiência na localidade, subcontratou de maneira velada a empresa do irmão do governador, resultando em vantagens financeiras para ela. Pelo menos R$ 4,4 milhões teriam sido repassados a empresas controladas pelo irmão do governador, segundo a PGR.

Zen alerta que as penas podem ultrapassar 400 anos de prisão. O pedido de afastamento de Gladson Cameli agora aguarda decisão da ministra Nancy Andrighi, do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Confira o pronunciamento completo:

Sempre fui contra a espetacularização do inquérito policial e do processo judicial. Acho que todo cidadão, seja pessoa comum ou pública, investigado, indiciado ou réu, deve ter assegurado o seu direito ao devido processo legal, com contraditório e ampla defesa. Não podemos compactuar com o linchamento moral e com a execração pública a que o “tribunal do povo e da imprensa” acabam submetendo as pessoas.

Porém, em se tratando da Operação Ptolomeu, nos chama a atenção a gravidade dos fatos e a robustez das provas apresentadas até aqui. Essa denúncia – a 1ª de um total de 9 possíveis, já que as investigações foram desmembradas em 9 Inquéritos Policiais diferentes e o governador foi indiciado em todos eles – é sobre aquele caso da empresa Murano, contratada na modalidade de adesão a ata de registro de preços – conhecida como “carona” – para fazer simples manutenções prediais e acabou executando obras bem maiores, com sobrepreço, superfaturamento e subcontratação de outras empresas de modo ilegal, tudo para facilitar o desvio de recursos. Eu fiquei rouco de tanto falar sobre isso na tribuna da ALEAC, em 2019 e quase ninguém dava atenção.

Todas as vezes em que eu falava sobre isso era no sentido de alertar o próprio Governador de que havia corrupção no governo dele e que ele devia tomar providências. Eu mal imaginava que ele poderia estar diretamente envolvido nisso.

Só nesse primeiro inquérito, que agora será convertido em ação penal (ou seja, em processo judicial propriamente dito), o Governador está sendo denunciado – e, em razão disso, deixa de ser apenas investigado/indiciado para se tornar réu – em virtude do cometimento, em tese, de cinco tipos distintos de crimes, alguns deles supostamente praticados dezenas de vezes: 1) dispensa indevida de licitação (art. 89 da Lei 8.666/1993); 2) peculato (nesse caso, praticado por 31 vezes); 3) corrupção passiva; 4) lavagem de dinheiro (46 vezes); e 5) organização criminosa. As penas, quando somadas, se aplicadas, chegarão a dar mais de 40 anos de prisão.

Agora, imaginem vocês quando todos os demais inquéritos policiais forem concluídos e todas as outras 8 denúncias forem oferecidas? As penas somarão mais de 400 anos de prisão.

De minha parte, não desejo o pior ao Governador e espero, sinceramente, que tudo seja esclarecido. Devemos sempre confiar na Justiça, independente de qual seja o desfecho desse caso.

Daniel Zen
Presidente do PT do Acre

Assessoria

Apenas 40,8% dos empresários contrataram em fevereiro, aponta pesquisa

Published

on

Dados divulgados por pesquisa realizada pela Fecomércio-AC, em parceria com o Data Control Instituto de Pesquisas, apontam que apenas 40,8% dos empresários de Rio Branco fizeram contratações em fevereiro. O estudo, realizado no último dia 20, abordou 104 empresários do comércio de bens, serviços e turismo e apontou ainda que 59,2% afirmaram que não empregaram no último mês.

Além disso, segundo o levantamento, para 61,2% dos entrevistados, o crescimento de atividades informais de mercado na capital acreana é real; 31,1% não confirmaram esta evolução e; 7,8%, não souberam responder ao questionamento.

Quanto aos níveis de escolaridade para contratação de pessoal, 46,6% dos empresários entrevistados admitiram a exigência do ensino médio. Outros 41,7% não se manifestaram quanto à exigência de escolaridade e; 9,7% disseram exigir pessoas com ensino fundamental e 1,8%, nível superior. 

No que diz respeito ao gênero do candidato para a contratação, 71,8% dos empresários não confirmaram a exigência, porém, outros 20,4% admitiram considerar o gênero do candidato, a depender da função a ser assumida. Outros 3,9% debitaram a exigência quando o trabalho precisa de mais esforço físico do empregado e; 3,9%, quando a aparência se faz importante para a função.

Quanto à faixa etária para contratação, 61,2% dos empresários de Rio Branco se mostraram indiferentes à exigência, 33% afirmaram que preferem candidatos com até 29 anos e; 5,8%, com idades entre 30 a 45 anos.

Motivos de demissão e perspectivas

Quanto aos motivos para demissão, 60,2% reforçaram que são, na maioria, de forma espontânea, enquanto 25,2% afirmaram que desligamentos por justa causa foram necessários; outros 14,6% destacaram a demissão por “justa causa”.

Já no que diz respeito à perspectiva de equilíbrio entre oferta e procura de empregos no mercado de Rio Branco, 43,7% dos empresários disse estimarem tempo superior a cinco anos; 34,9% (mais otimistas) estimam em três anos; 19,4%, até dois anos e; 15,5%, entre dois e três. Outros 7,8%% apostam esse alcance entre três a quatro anos; e 13,6% não se manifestam quanto a essa perspectiva.

Quanto ao preparo da pessoa desempregada para a conquista de uma vaga no mercado de trabalho, 63,1% dos empresários acreditam que a proatividade/flexibilidade pessoal ajuda em muito para uma colocação. A otimização da qualificação profissional também se mostra importante para 24,35% dos empresários; outros 6,8% recomendam investimentos no  empreendedorismo e; 5,8%, criação de oportunidades econômicas.

Com relação à organização e controle das atividades econômicas do comércio em Rio Branco, 92,2% dos empresários asseguram trabalhar com base em planos voltados para o crescimento de vendas, enquanto 7,8% não esboçam essa preocupação.

Empresários pesquisados

Os 104 empresários de Rio Branco entrevistados são dos segmentos econômicos do comércio de vestuário (32,0%), de acessórios (17,5%), de calçados e bolsas (11,7%), cosméticos (7,8%), variedades (6,8%), óticas (5,8), farmácias (4,9%), móveis e eletrodomésticos (4,9%), supermercados (3,9%), artigos para festas (1,9%), materiais de construção (1,9%) e produtos agropecuários (1,0%).

Foto: Agência Brasil

Continue Reading

Assessoria

Senador Petecão e o ministro Lewandowski se unem para tratar sobre segurança nacional

Published

on

O presidente da Comissão de Segurança Pública (CSP), senador Sérgio Petecão (PSD-AC), realizou uma reunião, nesta quarta-feira (28), com o ministro da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Lewandowski, para discutir questões fundamentais relacionadas à segurança nacional.

O objetivo principal da reunião, segundo o parlamentar, foi abordar o trabalho realizado pela CSP e promover uma troca de ideias e informações para aprimorar o sistema de justiça, além de estreitar e alinhar ações propositivas entre os poderes Legislativo e Executivo.

Durante o encontro, Petecão ressaltou a necessidade de concentrar esforços para auxiliar o Ministério da Justiça na implementação de políticas públicas de segurança que atendam às demandas da sociedade. Várias questões urgentes foram discutidas, incluindo as medidas tomadas pela pasta diante da fuga de dois presos do presídio federal de segurança máxima de Mossoró, no Rio Grande do Norte, o enfrentamento do tráfico de drogas e armas nas fronteiras, o combate ao crime organizado e a reestruturação da carreira dos policiais penais federais, entre outras preocupações que envolvem a segurança pública.

O senador expressou sua gratidão ao ministro Lewandowski pela oportunidade de diálogo e reforçou o compromisso do colegiado em contribuir para a segurança da população.

“Espero que essa colaboração possa fortalecer o papel da Comissão de Segurança Pública como um instrumento essencial para a promoção do bem-estar da sociedade brasileira. Estamos prontos para legislar, e considero muito importante esse trabalho conjunto com o governo federal para fornecer respostas adequadas à sociedade”, concluiu.

Assessoria

Continue Reading

Assessoria

Zequinha Lima entrega equipamentos para a agricultura familiar na Comunidade da Onça

Zequinha Lima reforça compromisso com desenvolvimento rural ao entregar implementos agrícolas para produtores locais

Published

on

Nesta quarta feira, 28, a Prefeitura de Cruzeiro do Sul, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento, entregou equipamentos agrícolas à Associação Nova Vida, localizada na Comunidade da Onça, próximo ao rio Campinas, na Br364. A iniciativa tem o objetivo de fortalecer a agricultura familiar e proporcionar melhores condições de trabalho aos produtores da região.

O prefeito Zequinha Lima entregou dois barcos de dez metros,dois debulhadores de milho com motor, uma moenda de cana, um tacho regional para produção de mel de cana e açúcar gramixó, um triturador de grãos e uma beneficiadora de arroz.

Aldenir Menezes, representando a secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento, ressaltou a importância dos investimentos para a comunidade, destacando que os implementos agrícolas fornecidos facilitarão o beneficiamento do milho e do arroz, além de proporcionar o escoamento da produção dos produtores locais.

“Aqui nós temos implementos agrícolas que vão facilitar o beneficiamento do milho e arroz, a embarcação que vai possibilitar o escoamento da produção do pessoal dos produtores do baixo Campinas. Estamos dando continuidade a essa entrega de equipamentos que já fizemos lá no ramal 3, na Vila Lagoinha, na Vila Santa Luzia e está chegando aqui hoje no ramal 2. Mais uma vez, refletindo o compromisso do nosso prefeito Zequinha Lima em trazer esses investimentos para a população rural que mais precisa de assistência, que mais precisa de apoio para ter sua atividade fortalecida”, afirmou Aldenir durante a entrega.

Janete Jesus da Silva, presidente da Associação Nova Vida, expressou sua gratidão pelo apoio da gestão municipal.

“A entrega do equipamento é um sonho para nós, porque nunca tivemos isso aqui na nossa comunidade. Motor, canoa, engenho, triturador, debulhadora de milho, máquina de arroz, nunca teve isso antes”, enfatizou.

O prefeito Zequinha Lima reforçou o compromisso da gestão em atender às necessidades da população rural. Ele destacou que os investimentos visam beneficiar e fortalecer a agricultura familiar, contribuindo para o aumento da produção local e o abastecimento da cidade.

” Os barcos vão servir para que a comunidade possa transportar seus produtos, principalmente no período de inverno, bem como para a mobilidade dos moradores. Esses equipamentos vão beneficiar, auxiliar o agricultor, fortalecer a agricultura familiar, para que a gente possa ter muito mais produção aqui e abastecer a cidade”, declarou o prefeito Zequinha Lima.

Continue Reading

Tendência