Connect with us

Notícias

Marcha das Margaridas: Luta e Reconhecimento

7ª edição reúne 100 mil mulheres em Brasília. Presidente Lula anuncia medidas e deputada Michelle Melo, PDT-ACRE, destaca apoio às pautas femininas

Published

on

Na manhã do dia 16 de agosto, Brasília trouxe à luz as pautas políticas e sociais das mulheres do campo, das florestas, das águas e das cidades do Brasil. A 7ª edição da Marcha das Margaridas reuniu mais de 100 mil mulheres agricultoras em uma mobilização nacional, destacando suas lutas, reivindicações e a busca por um futuro mais justo e igualitário. O evento, que ocorre a cada quatro anos, visa promover a conscientização e a defesa dos direitos das mulheres que desempenham um papel fundamental na produção de alimentos e na economia do país.

O lema escolhido para essa edição, “Pela Reconstrução do Brasil e pelo Bem Viver”, sintetiza a essência da marcha, que não apenas busca soluções para os desafios enfrentados pelas mulheres rurais, mas também almeja uma transformação positiva em toda a sociedade brasileira. As Margaridas carregam consigo uma mensagem de resiliência, coragem e determinação, sendo uma força motriz na luta contra a discriminação, a violência de gênero e a desigualdade.

A participação massiva na marcha demonstra a unidade e a solidariedade entre as mulheres de diferentes regiões do Brasil. Elas levantam suas vozes para pressionar por políticas públicas que atendam às suas necessidades, como o acesso à terra, crédito agrícola, educação, saúde e igualdade de gênero. A Marcha das Margaridas é um espaço onde essas mulheres podem compartilhar suas histórias, desafios e aspirações, ao mesmo tempo em que fortalecem sua rede de apoio e solidariedade.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou do encerramento da 7ª Marcha das Margaridas em Brasília, durante seu discurso, ele abordou a questão da violência política, relembrando seu período de detenção em Curitiba, e prestou homenagem a Margarida Alves, a trabalhadora rural paraibana assassinada a tiros em sua porta em 1983. Nesta edição da marcha, Margarida Alves, teve a inclusão de seu nome no Livro dos Heróis e Heroínas da Pátria é uma homenagem merecida a uma mulher cujo legado permanece vivo na busca por justiça social.

17/08/2023. Nome de Margarida Alves é incluído no ‘Livro dos Heróis e Heroínas da Pátria’. Foto: Marcha das Margaridas

No evento, Lula anunciou a criação de um plano emergencial de reforma agrária e a implementação de um pacto nacional de prevenção ao feminicídio. Ele afirmou com convicção: “Nossas pautas são convergentes. Nossos sonhos são os mesmos. Foi para isso que eu voltei. Para fazer do Brasil um país capaz de corrigir as injustiças.”

A deputada Estadual Michelle Melo, do PDT-ACRE, compartilhou sua experiência no evento em Brasília, afirmando: “Participei em Brasília da 7ª Marcha das Margaridas. Em grande número o nosso grupo de mulheres chegou ao Congresso Nacional, na Esplanada dos Ministérios, onde aconteceu uma cerimônia com anúncios de programas do governo federal.” A deputada destacou a importância da marcha ao afirmar que “A marcha é de fundamental importância para a valorização e apontamento de pautas relacionadas às mulheres. Sempre estarei do lado da luta das mulheres do campo, das mulheres produtoras e juntas vamos fazer o diferente.”

Deputada reafirma apoio e reforça a representação política de seu mandato comprometido com as demandas das mulheres rurais e a busca por mudanças significativas. Foto: Cedida

A Marcha das Margaridas não é apenas um evento, mas um símbolo de empoderamento e resistência feminina. Ela reforça a importância de reconhecer e valorizar o papel das mulheres nas áreas rurais, destacando que suas lutas são fundamentais para a construção de um país mais inclusivo e igualitário. À medida que as Margaridas marcham, deixam uma mensagem clara e inspiradora para o Brasil e o mundo: as mulheres do campo estão unidas, determinadas e prontas para criar mudanças duradouras em suas vidas e em suas comunidades.

Foto Capa:Ricardo Stuckert / PR

Notícias

Audiência Pública debate segurança na Região do Juruá

Autoridades e Sociedade Civil discutem medidas para combater a criminalidade

Published

on

A Assembleia Legislativa do Acre promoveu uma audiência pública em Cruzeiro do Sul para debater a segurança nas cidades da região do Juruá. Autoridades e representantes da sociedade civil participaram do evento, que abordou a falta de policiamento ostensivo, a cobrança de taxas por organizações criminosas e a necessidade de medidas concretas para enfrentar esses desafios. O governo anunciou a realização de um curso profissionalizante e o retorno do serviço 190 para a região, demonstrando o compromisso em buscar soluções para garantir a segurança da população.

A audiência pública realizada pela Assembleia Legislativa do Acre em Cruzeiro do Sul, nesta sexta-feira (19), teve grande participação de autoridades e representantes da sociedade civil. O evento teve como objetivo discutir a segurança nas cinco cidades da regional do Juruá, incluindo Mâncio Lima, Rodrigues Alves, Porto Walter e Marechal Thaumaturgo.

Presidido pelo deputado Pedro Longo (PDT), vice-presidente da ALEAC e proponente do encontro, a audiência aconteceu na Associação Comercial da cidade. O presidente da ALEAC, Luiz Gonzaga, e o primeiro secretário Nicolau Júnior, destacaram a importância da realização do evento em Cruzeiro do Sul para permitir um amplo debate sobre um dos temas mais relevantes para a região.

O governo estadual, através da Secretaria de Segurança Pública, assinou um acordo com a prefeitura para realizar um curso profissionalizante de atendente de serviços emergenciais. O curso capacitará 110 jovens para atuar no atendimento telefônico de ocorrências policiais.

Durante a audiência, diversas autoridades e representantes da sociedade civil se manifestaram. O comerciante Jesus da Rocha denunciou a falta de policiamento ostensivo nos comércios e relatou um episódio em que seu estabelecimento foi alvo de roubo. O delegado da Polícia Federal, Edmilson Cavalcante, destacou o problema da cobrança de taxas por organizações criminosas na região.

Em resposta aos desafios apresentados, o diretor geral de Polícia Civil sugeriu a criação de um serviço de denúncia anônima. Além disso, o secretário de Segurança Pública anunciou medidas concretas, como o retorno do serviço 190 para Cruzeiro do Sul e a instalação de uma base aérea para atendimento emergencial na região.

A participação das autoridades presentes demonstra o compromisso do governo em buscar soluções para os problemas de segurança na região do Juruá. A governadora em exercício, Mailza Assis, ressaltou a importância da colaboração da população e do governo para garantir a estrutura necessária para enfrentar a criminalidade.

Os representantes políticos e judiciais presentes reforçaram o compromisso em fortalecer as forças de segurança e garantir o bem-estar da população. A audiência pública foi um importante espaço de diálogo e busca por soluções para os desafios enfrentados na região do Juruá.

Continue Reading

Assessoria

Presidente do Sistema Fecomércio-Sesc-Senac Acre firma convênio com Defensoria Pública

Convênio vai beneficiar mais de 200 servidores da Defensoria Pública

Published

on

O presidente em exercício da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Acre (Fecomércio-AC), Marcos Lameira, assinou na manhã desta sexta-feira, 12, convênio com a Defensoria Pública do Estado do Acre (DPE/AC). O acordo tem como objetivo garantir o acesso dos membros e servidores da Defensoria, juntamente com seus dependentes, aos benefícios oferecidos pelos parceiros da rede de convênios ComércioMais, incluindo o Sesc e Senac.

Lameira, destacou que o convênio vai beneficiar mais de 200 servidores da Defensoria Pública. “Eles terão acesso às unidades de atendimento do Sesc e Senac, que oferecem serviços de qualidade em áreas como educação, saúde, lazer e cultura. Isso vai contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos servidores e de suas famílias”, afirmou.

A defensora pública-geral do Estado, Simone Santiago, ressaltou a importância do convênio para a instituição. “Esse acordo é um grande passo para a Defensoria Pública, pois vai proporcionar mais qualidade de vida aos nossos servidores. Estamos muito felizes com essa parceria”, salientou.

A secretária jurídica, Nicole Cordeiro Nobre, não vê a hora para começar a aproveitar os benefícios do convênio. “Acredito que essa é uma grande oportunidade para nós, servidores. Vamos poder ter acesso a diversos serviços com preços mais acessíveis. Eu pretendo utilizar principalmente os serviços do Sesc, como a academia e o restaurante”, afirmou.

A responsável do ComércioMais, Narciélia Cordeiro, explicou que é simples adquirir a carteirinha para ter acesso aos benefícios. “Os interessados devem solicitar a carteirinha do ComércioMais na sede da Fecomércio, mediante pagamento de uma taxa anual”, explicou.

ComércioMais

A Rede ComércioMais é uma iniciativa destinada a fortalecer e apoiar os empresários do comércio local, visando proporcionar condições privilegiadas de negócios para os empresários e seus dependentes, faz parte dos esforços contínuos da Fecomércio-AC em promover o desenvolvimento do setor.

Com o objetivo de criar um ambiente propício para o crescimento dos negócios, a Rede ComércioMais oferece uma variedade de benefícios, incluindo descontos especiais em uma ampla gama de estabelecimentos conveniados, tais como hotéis, restaurantes, oficinas mecânicas, salões de beleza, universidades e postos de combustível, entre outros.

Além dos benefícios para os empresários e consumidores, a Rede ComércioMais também oferta oportunidades para empresas locais se tornarem fornecedoras credenciadas, ampliando assim suas oportunidades de negócios e visibilidade.

Para participar da Rede ComércioMais, os empresários interessados devem procurar a sede da Fecomércio-AC para obter mais informações sobre os requisitos de credenciamento e os custos associados. Após o credenciamento, os beneficiários receberão uma carteira de identificação válida por um ano, que lhes dará acesso a todos os benefícios oferecidos pela rede.

Continue Reading

Notícias

Prefeitura de Cruzeiro do Sul transfere usina asfáltica para Parque Industrial

Mudança visa otimizar espaço e oferecer novas instalações para trabalhadores rurais e crianças do Bairro Aeroporto Velho

Published

on

A Prefeitura de Cruzeiro do Sul iniciou a transferência da usina de asfalto do Bairro Aeroporto Velho para o Parque Industrial, localizado na Estrada Nova Olinda. A mudança busca centralizar as atividades industriais e liberar espaço no perímetro urbano.

O prefeito Zequinha Lima acompanhou o processo e anunciou a construção da Casa do Agricultor no novo local, que também abrigará uma creche para atender as crianças do Bairro Aeroporto Velho. A inauguração está prevista para breve.

O prefeito Zequinha Lima afirmou que: “Estamos acompanhando o transporte da usina de asfalto, que está pronta para ser encaminhada ao polo industrial, onde ficarão as indústrias. Aqui no local, estamos construindo a casa do trabalhador rural, que será inaugurada em breve, proporcionando comodidade aos trabalhadores rurais. Também planejamos a construção de uma creche em outra área deste local.”

Continue Reading

Tendência