Connect with us

Cultura

Roteiro “Amazônia: Uma história de amor” recebe aprovação de projeto da Lei Paulo Gustavo

Projeto de Maria Meirelles, com Roteiro de Arison Jardim, financiado pela Lei Paulo Gustavo – Fundação Elias Mansour

Published

on

O desenvolvimento do roteiro “Amazônia: Uma história de amor”, uma história de Alexandre Nunes Nobre, foi aprovado para financiamento através da Lei Paulo Gustavo, administrado pela Fundação Elias Mansour, no Acre. O projeto está sendo tocado por Maria Meirelles e o roteiro está sendo escrito pelo jornalista Arison Jardim.

A história narra a vida de Raimundo Nonato e sua família na Amazônia, focando no cotidiano dos seringueiros e na complexidade das relações sociais na região. O projeto foi selecionado por sua relevância cultural e social, abordando temas como o extrativismo, a conservação ambiental e as desigualdades sociais.

“Este projeto é uma janela para a vida na Amazônia, uma oportunidade de mostrar não apenas as belezas naturais, mas também as complexidades da vida dos seringueiros e as desigualdades sociais que ainda prevalecem. Estou grato por poder contar essa história com o apoio da Lei Paulo Gustavo e da Fundação Elias Mansour, pois acredito que através da arte podemos incitar discussões importantes e promover mudanças significativas”, declara Alexandre N Nobre.

Arison Jardim em pesquisa nos seringais do Acre, resgatando a história e a luta do povo acreano.

Na execução do projeto, está sendo realizada uma pesquisa sobre personagens de grande relevância histórica para o Acre. O objetivo é apresentar elementos que enriqueçam o conhecimento sobre um dos momentos mais importantes na formação do povo acreano e seu espírito de luta, a partir da vivência nos seringais. “Tem sido um prazer poder escrever um pedaço da história do nosso estado e de personagens que se assemelham tanto aos nossos antepassados, amigos e amigas que fazemos ao percorrer os rios e varadouros dessa Amazônia”, declara Jardim.

Foto: Reprodução

Maria Meirelles, proponente do projeto “Amazônia: Uma história de amor”: “estamos comprometidos em dar voz às comunidades amazônicas e destacar suas lutas e aspirações.”

“Amazônia: Uma história de amor” é uma tentativa de humanizar e dar voz a essas comunidades, destacando suas lutas e aspirações em um contexto global que cada vez mais necessita entender e valorizar a sustentabilidade e os direitos humanos. “Como proponente deste projeto, sinto uma enorme responsabilidade e orgulho em poder ajudar a trazer à tona histórias que refletem as realidades do nosso país, especialmente de uma região tão rica e ao mesmo tempo tão desafiadora como a Amazônia. A narrativa de Alexandre é vital para o nosso tempo porque ela transcende o local, tocando em questões universais de amor, conflito e sobrevivência”, destaca Maria Meirelles, proponente do projeto.

Projeto: Desenvolvimento do roteiro e longa-metragem de ficção intitulado “Amazônia: Uma História de Amor”
Proponente: Maria Meirelles
Financiamento através de recursos da Lei Paulo Gustavo. 
Edital Lei Paulo Gustavo Acre – Edital de Audiovisual Nº 006/2023
FUNDAÇÃO DE CULTURA E COMUNICAÇÃO ELIAS MANSOUR – FEM

Assessoria: Maria Mariah Fotos: Sérgio Vale e Arison Jardim

Cultura

Projeto Som do Acre abre inscrições para artistas e bandas locais

Iniciativa busca fortalecer a cena musical do estado com mapeamento, formação e oportunidade de apresentação nacional

Published

on

As inscrições para o Projeto Som do Acre estão abertas até 28 de junho. Fruto de uma emenda parlamentar do Deputado Federal Leo de Brito (PT-AC), o projeto visa fortalecer a cena musical do estado e é gratuito para artistas e bandas locais. A participação deve ser confirmada por meio da inscrição na Rede Floresta Ativista.

O projeto é dividido em três etapas. A primeira fase, intitulada “Mapeamento da Cena”, pretende traçar um perfil da música acreana. A segunda etapa, “Formação Avançada”, oferecerá oficinas gratuitas sobre mercado musical e gestão de carreira, programadas para ocorrer entre os dias 1 e 4 de julho. Na terceira fase, “Posicionamento Nacional”, os participantes concorrem a uma viagem para São Paulo, onde terão a oportunidade de se apresentar na @navecoletiva da @midianinja.

Banda Fire Angel / Festival Chico Pop na Concha Acustica de Rio Branco Foto: Sérgio Vale

Para participar, os interessados devem preencher o formulário disponível em rede.florestaativista.org/som e garantir 100% de presença nas quatro oficinas oferecidas.

Mais informações podem ser obtidas pelo Instagram @som.vc

Continue Reading

Cultura

Inteligência Artificial traz voz de Padre Paolino Baldassari no 16º Circuito Junino de Quadrilhas de Rio Branco

Published

on

No 16º Circuito Junino de Quadrilhas de Rio Branco, a junina Explode Coração utilizou inteligência artificial para homenagear o Padre Paolino Baldassari, um frei da Ordem dos Servos de Maria conhecido por suas missões em Sena Madureira. As missões, chamadas desobrigas, levavam evangelho e atendimentos de saúde a populações isoladas na floresta e podiam durar até seis meses.

Com o tema “No caminho da fé santo que o povo quer”, a Explode Coração apresentou uma réplica do batelão/barco usado pelo Padre Paolino em suas missões. A apresentação incluiu a recriação da voz do Padre Paolino por meio de inteligência artificial durante o ato do casamento na quadrilha.

“Foi um grande desafio. Homenagear o Pe. Paolino já é uma alegria enorme. Quando percebemos que sua voz poderia estar conosco, isso foi mais desafiador ainda”, explicou Cleson Lima, coordenador da junina. Com a contribuição da Wave Produções e trabalho de voz de Arison Jardim e Alexandre N. Nobre, conseguiram criar uma representação da voz do Padre Paolino. “Acreditamos que a voz ficou muito próxima. Estamos felizes”, afirmou Cleson.

A inovação mostrou as incríveis possibilidades da inteligência artificial, tocando o público presente e adicionando uma nova dimensão ao evento junino ao preservar e homenagear figuras importantes de maneira criativa.

Continue Reading

Cultura

16º Circuito Junino de Quadrilhas encanta público na Praça da Revolução

Homenagem ao Pe. Paolino Baldassari emociona o público evento segue nesse domingo

Published

on

Desde quinta-feira (13), está acontecendo o 16º Circuito Junino de Quadrilhas de Rio Branco. A primeira etapa é realizada na Praça da Revolução.

Neste sábado, a segunda noite do 16º Circuito Junino de Quadrilhas foi um grande sucesso, marcada por muita alegria, diversão, comidas típicas e com a praça lotada pelo público. A festa, iniciada com a escolha da realeza junina, segue até domingo (16) na Praça da Revolução.

Segundo Klowsbey Pereira, diretor-presidente da Fundação Garibaldi Brasil (FGB), esta primeira etapa ocorre neste final de semana na Praça da Revolução, enquanto a segunda etapa será entre os dias 21 e 23 de junho no Quadrilhódromo. “Nove quadrilhas juninas estão competindo entre si. A quadrilha campeã do 16º Circuito Junino será conhecida no dia 23,” afirmou Pereira. Além disso, a quadrilha junina vencedora representará o estado na etapa nacional, em Brasília.

Foto: Marcos Araújo/Assecom

O prefeito Bocalom destacou que o objetivo é resgatar os encontros tradicionais na principal praça da cidade. “Esse é o resgate da alegria e do viver em comunidade em nossa Rio Branco. Fizemos isso com o carnaval, o Natal de Vida e Esperança, e agora a festa junina na Praça da Revolução.”

As quadrilhas juninas participantes são: Sassaricano na Roça, Matutos na Roça, Malucos na Roça, Explode Coração, Junina Pega-Pega, Escova e Elétrica, CL na Roça e Assanhados na Roça. Os critérios de avaliação pelo corpo de jurados incluem melhor figurino, coreografia, harmonia, evolução e simpatia.

Na segunda noite, o destaque foi para a Junina Explode Coração, que fez uma homenagem ao Pe. Paolino Baldassari, frei da Ordem dos Servos de Maria em Sena Madureira. Com o tema “No caminho da fé santo que o povo quer”. A junina emocionou o público presente e surpreendeu com uma réplica do batelão/barco que o padre usava para suas viagens missionárias, chamadas desobrigas, levando o evangelho e atendimentos de saúde a populações isoladas na floresta. Essas viagens duravam até seis meses.

O Frei Paolino foi uma figura marcante, líder da Igreja Católica em Sena Madureira e defensor fervoroso da floresta amazônica. Conhecido como o missionário da floresta, Paolino Baldassari nasceu em 1926 em Bologna, na Itália. Convocado para a Segunda Guerra Mundial, decidiu que sua missão seria outra e veio para o Brasil em 1950. O sacerdote faleceu aos 90 anos em 2016 e está em processo de beatificação pelo Vaticano.

Segundo Cleson Lima, coordenador da Explode Coração, a comunidade já se sente vitoriosa por poder homenagear o Pe. Paolino. “A vida do frei Paolino nos inspira e demonstra que estamos no caminho certo. Aqui na Regional IX Tancredo Neves, somos mais de 12 bairros, e nossas lutas e conquistas são frutos da união e do convívio de nossa gente.” A Explode Coração inovou também ao apresentar uma representação da voz de Paolino, recriada por inteligência artificial, durante o ato do casamento.

O 16º Circuito Junino de Quadrilhas continua hoje, com as apresentações começando às 18h na Praça da Revolução, no centro da cidade.

Foto capa: Juan Diaz

Continue Reading

Tendência