Connect with us

Assessoria

Cooperativas participam de reunião com diretor do MDA que veio ao Acre para avaliar prejuízos causados pela enchente nas áreas rurais

Published

on

Dirigentes de cooperativas da agricultura familiar participaram nesta segunda-feira, 4, de reunião com o diretor do Ministério do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (MDA), José Henrique, que representou o ministro Paulo Teixeira na comitiva do governo federal liderada pelo ministro do Desenvolvimento Regional, Waldez Góes e pela ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, que vieram ao Acre para vistoriar municípios atingidos pela enchente e avaliar prejuízos e danos nas cidades e áreas rurais.

Responsável pelo encontro que foi realizado no auditório da Secretaria de Estado de Agricultura (Seagri), o superintendente do MDA no Acre, Cesário Braga, enfatizou a importância da presença de representantes do governo Lula neste momento de tragédia causada pelas inundações.

“A ideia desse encontro foi juntar as entidades que trabalham com a agricultura familiar e apresentar para o Ministério a nossa proposta de ação imediata para quem foi atingido pela cheia. São cinco pontos centrais: a importância de criar um crédito emergencial para essas famílias; a renegociação do PRONAF; o fortalecimento do PAA; a criação de distribuição de alimento; e que os créditos tanto do PRONAF A, como do PRONAF B, possam ser operacionalizados a partir de um arranjo institucional com o governo do Estado e o Governo Federal dentro dessas áreas que foram atingidas”, explicou.

Impactos da enchente na agricultura familiar

Durante o encontro, o secretário da Seagri, José Luiz Tchê, apresentou ao diretor do MDA, José Henrique, o relatório preliminar com os impactos econômicos e sociais causados cheia do Rio Acre. O documento aponta que cerca de 77% das propriedades rurais atingidas pelas chuvas e ou enchentes, estavam preparadas para o plantio.

“Os danos atrasam o processo de plantio e geram prejuízos financeiros e operacionais, comprometendo a produtividade e a rentabilidade dessas propriedades”, disse o secretário.

Na ocasião, o diretor do MDA, apontou possíveis soluções que estão sendo avaliadas pelo governo federal para minimizar os danos sofridos pelos produtores.

“No âmbito do Ministério de Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar, a gente faz gestão sobre políticas tais como as políticas de crédito rural, de seguro da agricultura familiar, programa de garantia de preços, então nesse sentido, a gente já vai pensar soluções para ajudar esses agricultores familiares, por exemplo, a possibilidade que já existe deles prorrogarem as parcelas de custeio que vencem nesse ano e que eles não conseguirão pagar, porque a sua produtividade foi amplamente afetada. A gente também vai trabalhar outras propostas que o superintendente do MDA, Césario, já encaminhou enquanto necessidade dos agricultores familiares aqui do estado do Acre”, disse.

Cooperativas presentes

No Acre, mais de 40 cooperativas vinculadas ao Sistema OCB fazem parte do Ramo da Agricultura Familiar, o presidente da instituição no estado, Valdemiro Rocha, participou da reunião e salientou a importância das políticas públicas voltadas para a agricultura familiar no governo Lula, bem como a importância da comitiva no Acre para apoiar os afetados pela alagação.

“O retorno do MDA, a partir da eleição do presidente Lula, tem sido fundamental para as políticas vinculadas à agricultura familiar, ao extrativismo. Agradeço a presidente Lula por estar mandando uma caravana, uma missão, para buscarmos solucionar os problemas causados pelas cheias aqui no Estado”, afirmou.

De seu lado, a presidente da Cooperativa AcreVerde e diretora do Ramo da Agricultura Familiar do Sistema OCB, Fátima Maciel, informou que quase todas as cooperativas tiveram perdas e que o encontro com o representante do MDA traz esperança de ajuda para os produtores nesse momento.

“Podemos dizer que quase todas as cooperativas foram afetadas pelas chuvas ou pelas cheias dos rios e igarapés, pois temos cooperados em muitas regiões. As cooperativas precisam fazer a retirada de produtos como abóbora, macaxeira, para que não sofram tanto com as chuvas, corremos o risco de não comercializar, a expectativa é de que esses produtos sejam comprados através dos programas do governo para que nossas perdas não sejam tão grandes, e que esses produtos sejam doados para famílias atingidas pela alagação. Esse encontro foi muito importante, pois foram debatidas possíveis soluções para nos ajudar, e vemos o empenho do governo”, disse.

Além da Acreverde, estiveram presentes a Cooperativa dos Agricultores Familiares do Polo Geraldo Fleming de Rio Branco Acre (Coopermix); a Cooperativa de Produtores e Produtoras de Agricultura Familiar e Economia Solidária do Polo Geraldo Fleming (COOPAF); e a Cooperativa de Produção, Comercialização e Economia Solidária (Amigos Solidários). Também estiveram presentes na reunião a superintendente da Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB) no Acre, Alessandra Ferraz, e o presidente da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Acre (Emater), Rynaldo Lúcio.

Texto: Andréia Oliveira e Amanda Oliveira / Fotos: Luã Braga

Assessoria

Marcus Alexandre recebe apoio de comunidades e se compromete com motoboys

Published

on

O pré-candidato a prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre (MDB), intensificou as visitas e reuniões com moradores, líderes e grupos organizados. Neste fim de semana participou de reuniões em diversos bairros da capital e na área rural.

No Loteamento Praia do Amapá, Marcus Alexandre esteve ao lado da pré-candidata a vice-prefeita, Marfisa Galvão (PSD), em encontro que reuniu centenas de moradores que compareceram para ouvir as propostas dos pré-candidatos e declarar apoio. Jesus Andrade, morador desde a fundação do bairro Praia do Amapá, afirmou que Marcus Alexandre é a esperança da comunidade. “É uma honra receber o Marcus aqui na minha casa pela segunda vez. Ele é a esperança da comunidade porque respeita a população e valoriza as pessoas”, disse.

Marfisa Galvão expressou seu sentimento diante da multidão presente na reunião. “O povo pede que Marcus Alexandre volte porque se sentiu sem voz diante de uma gestão que não escuta e não dá atenção para as pessoas. Sentimos essa reciprocidade da população que clama por ele”, enfatizou Marfisa Galvão.

Compromisso firmado com motoboys

Em encontro com motociclistas integrantes do Clube da 160, Marcus Alexandre reiterou seu compromisso de reformar e manter a Arena Race em boas condições, equipamento construído em sua gestão destinado a prática dos esportes radicais, que atualmente está abandonado pela atual administração municipal.

“Se Deus quiser, a partir do ano que vem assumimos a Arena Race novamente, faremos uma reforma, criaremos uma programação e cuidaremos melhor do espaço criado para a galera”, disse Marcus Alexandre.

O pré-candidato firmou um compromisso com os motoboys. “Vocês fazem parte de uma categoria que precisa ser respeitada e valorizada. Hoje, as pessoas saem de casa de manhã e ficam até tarde, no corre, como a gente fala, para levar um dinheirinho pra casa. A Prefeitura tem que ter um departamento que dialogue com vocês, podem contar comigo, estamos estudando soluções que estarão no nosso Plano de Governo para ajudar esses trabalhadores”, concluiu.

Marcus Alexandre esteve ainda no Ramal da castanheira, na Vila Acre, e no Ramal do Sampaio em reuniões e encontros com moradores.

Assessoria

Continue Reading

Assessoria

Empresários do setor de refrigeração e lideranças da Baixada declaram apoio à reeleição de Bocalom

Published

on

O pré-candidato a prefeito de Rio Branco Tião Bocalom (PL-AC) participou, na noite desta sexta-feira (12), de uma reunião com empresários do setor de refrigeração. A reunião aconteceu em um local particular, na Chácara Ipê.

Reunindo dezenas de empresários das mais importantes empresas do setor na capital acreana, o encontro foi idealizado pelo pré-candidato a vereador Francineudo Costa (UNIÃO-AC), que também é empresário do ramo. Para ele, essa reunião é importante por uma série de fatores, mas principalmente por dar aos empresários a oportunidade de dialogar com Bocalom. “Aqui, existem várias empresários deste setor importante, que dá sustentação para a economia acreana”.

A classe dialogou sobre o trabalho que diversos empresários tem realizado no estado e na capital, e também expressou satisfação na atenção que Estado e Prefeitura têm dispensado, colaborando com o fortalecimento da categoria.

Bocalom agradeceu pelo convite e por todas as declarações dos representantes do setor de refrigeração. “Estou muito feliz com essa conversa franca; mais feliz ainda por perceber que a classe reconhece os avanços já realizados. Essa é a nossa obrigação: tratar de forna honesta e transparente a coisa pública, valorizar o empresário que gera riqueza a nosso estado, contribuindo com a economia e desenvolvimento da nossa cidade”.

Uma das maiores empresárias do ramo destacou que sente-se respeitada e valorizada pela atual administração pública da cidade, que cumpre com seus compromissos com a população e com todos os prestadores de serviços do município.

“Nós temos o prazer de estarmos todos reunidos, eu e outras grandes empresas, para alem de ser escutados e levar as demandas do setor, declarar satisfação e apoio ao atual prefeito”. A fala foi reforçada por outros empresários do ramo.

Reunião na Baixada

A noite de sexta-feira (12) também foi palco de uma reunião na Baixada da Sobral, que reuniu dezenas de líderes comunitários da região para apoiar a reeleição do pré-candidato Tião Bocalom; que estava acompanhado, na ocasião, do pré-candidato a vice-prefeito Alysson Bestene (Progressistas-AC).

Um dos moradores da regional — e um dos anfitriões, Nickson Alves — conta que decidiu organizar o encontro para declarar, voluntariamente, apoio ao pré-candidato Bocalom por se sentir pertencente a um projeto de desenvolvimento, o que não acontecia em tempos passados.

“Nossa região possui muitas lideranças e esse encontro serviu para reunir muitas delas em apoio à reeleição do prefeito Bocalom. Pessoas que nunca se viram em projetos anteriores, mas que fazem parte do maior colégio eleitoral da capital e querem apoiar esse projeto”.

O encontro também contou com a participação e organização de Douglas Costa, presidente de bairro do João Eduardo I; ele comemora a reunião e afirma que esse grupo irá fortalecer a empreitada de Bocalom à reeleição. “Juntamos amigos importantes para essa caminhada rumo à reeleição do nosso prefeito Tião Bocalom. Foi maravilhoso, superou nossas expectativas. Vamos em frente!”.

Assessoria

Continue Reading

Assessoria

Sebrae lança programa de aceleração Acre for Startups 2024

Melhores modelos de negócios receberão bolsa de R$ 6.500 durante seis meses

Published

on

O Sebrae lançou nesta quinta-feira (11), o programa de aceleração Acre for Startups 2024, com objetivo de fomentar os negócios inovadores, startups e iniciativas de base tecnologia em estágio inicial, que buscam desenvolvimento e crescimento sustentável.

Serão selecionados 50 projetos na primeira fase, que passarão pelo processo de pré-aceleração, com capacitações e mentorias durante dois meses. Os 20 melhores modelos de negócios serão classificados para a segunda etapa, onde serão acelerados e receberão uma Bolsa Sócio Empreendedor no valor de R$ 6.500 mensais, cada, durante seis meses.

Com esta iniciativa, o Sebrae busca promover a competitividade e o amadurecimento de negócios inovadores e tecnológicos. “As startups passarão por um processo de capacitação, de mentoria, todo um assessoramento técnico do Sebrae, para que eles possam tirar ideias de negócios do papel e começar a fazer uma prática de mercado”, destacou o diretor técnico do Sebrae no Acre, Kleber Campos.

Iniciativa do Sebrae no Acre impulsiona startups inovadoras – Foto: Assessoria

Todo o conhecimento fornecido e a validação das startups ficará a cargo da Bbuttom, empresa do Espírito Santo que fará a aceleração das empresas. “Vamos trabalhar o processo de aceleração desde o início. Temos aqui um ambiente repleto de oportunidades, considerando as oportunidades que a região amazônica traz. Acho que nós vamos presenciar um crescimento exponencial do Acre em relação à inovação, partindo do que vocês já construíram, olhando para a cultura que é muito rica aqui”, declarou o CEO da Bbuttom, Flávio Aguilar.

Podem participar os negócios em estágio inicial, detentores de ideias inovadoras ligadas a qualquer temática ou setor de atuação, no entanto, serão priorizadas as soluções que respeitem a conservação, preservação e desenvolvimento sustentável dos recursos naturais e culturais do Acre, nas temáticas: Educação e Saúde inclusivas; Inclusão financeira e microcrédito; Agropecuária sustentável e tecnologias ambientais; Energia e habitação sustentáveis; Mobilidade e acessibilidade; Economia circular e gestão de resíduos; e Turismo sustentável e inclusivo.

As inscrições estão abertas de 4 de julho a 4 de agosto de 2024. Para conferir o edital e participar do processo, basta acessar o site https://bit.ly/m/acreforstartups2024

Participante da primeira edição do programa, Lucas Assis da startup Cloud Inovações, que atua com parametrização de emoções de alunos, pretende participar novamente do Acre for Startups, dessa vez com uma nova ideia de negócio. “O investimento que o Sebrae fez em nós da primeira vez contribuiu muito, nos deu facilidades para desenvolver o nosso negócio. Agora queremos participar novamente com um sistema de gerenciamento de gestão de pessoas”, disse.

Estiveram no lançamento representantes dos seguintes atores do Ecossistema de Inovação e instituições parceiras: SDTI, SEPLAN, SEICT, FAPAC, UFAC, IFAC, Embrapa, Senai, Senac, Acisa e Uninorte.

Continue Reading

Tendência