Connect with us

Política

Dados do monitor de violência revelaram que o Acre teve a segunda maior alta de mortes violentas do país

Published

on

Preocupado com as questões de segurança do estado, o senador Sérgio Petecão (PSD), que também preside a Comissão de Segurança Pública do Senado (CSP), participou, na manhã desta sexta-feira (5), de uma reunião com os representantes do Sistema de Integração de Segurança Pública do estado do Acre. O encontro foi na capital, Rio Branco.

O senador ressaltou ter sido proveitosa a reunião, tendo oferecido às autoridades a oportunidade de discutir as ações a serem tomadas pela Comissão de Segurança Pública do estado. Acrescentou também haver entrado na pauta da reunião o Seminário Internacional de Defesa das Fronteiras, que reunirá membros de três países – Bolívia, Peru e o Brasil -, este representado pelo estado do Acre.

 — O combate ao narcotráfico exige esforços coordenados do Estado brasileiro, não apenas por meio do confronto armado contra os agentes criminosos, mas também por meio da desarticulação e descapitalização das grandes organizações criminosas, que usam as fronteiras da região amazônica para o tráfico de drogas e armamentos —  afirmou.

Petecão disse que os índices de violência no estado aumentaram consideravelmente, o que preocupa a todos. Apontou dados do monitor de violência que revelaram que o Acre teve a segunda maior alta de mortes violentas do país em 2022. Para ele, essa onda é consequência de confrontos armados entre facções criminosas que se instalaram no estado e disputam território. Conforme o parlamentar, essa violência não se restringe aos centros urbanos, pois também aumentaram os registros de roubos de veículos, além de outros crimes graves na zona rural. Tais ações, segundo ele, têm tirado o sossego de muitos agricultores.

Petecão informou que de acordo com especialistas no assunto, a região amazônica tem sofrido com a escalada de homicídios dos últimos anos. Parte disso se explica pela expansão das facções criminosas de base prisional, associadas ao tráfico internacional das drogas produzidas por países andinos com os quais o Brasil faz fronteira – em especial, Colômbia, Peru e Bolívia. O narcotráfico internacional também é responsável pela violência armada na região, já que está estreitamente vinculado aos fornecedores e traficantes de armas.

— Nós precisamos nos unir, independentemente de nossas posições políticas. A população quer uma atitude firme de nossa parte. Enquanto estiver no comando da Comissão de Segurança Pública do Senado, não medirei esforços junto ao governo federal e ao do estado para implantar políticas públicas de segurança que sejam capazes, a curto e a médio prazo, de reprimir tanta violência que nos apavora a todos, independentemente de condição social. De minha parte, estou à disposição para colaborar e trabalhar junto ao governo federal para buscar todo e qualquer tipo de ajuda para darmos um basta definitivo nesse tipo de problema em nosso estado. Nossa população clama por isso, e merece todo nosso empenho para resolver uma questão tão séria na sociedade — declarou.

Segurança nas fronteiras

 Petecão destacou, ainda, a aprovação de um requerimento de sua autoria para a realização de um seminário sobre “segurança das fronteiras brasileiras”. O evento será realizado dia 19 de maio, em Brasiléia, no Acre, e contará com a presença dos ministros Flávio Dino, da Justiça e Segurança Pública, e José Múcio, da Defesa, além de governadores, secretários de Estado e autoridades de Segurança Pública que atuam nas regiões fronteiriças no Norte. Também contará com a participação de especialistas no assunto e representantes dos povos originários.

 Para Petecão, o evento será uma oportunidade para ouvir as autoridades e especialistas na área e buscar soluções eficazes para combater esse tráfico e outros crimes na região amazônica.

 — O combate ao narcotráfico exige esforços coordenados do Estado brasileiro, não apenas por meio do combate armado aos agentes criminosos, mas também pela desarticulação e descapitalização dos meios que empregam nas fronteiras da região amazônica para sua criminosa atuação — afirmou.

Assessoria

Assessoria

Bocalom supervisiona Asfalta Rio Branco

Published

on

O prefeito de Rio Branco realizou uma visita às obras do Programa Asfalta Rio Branco no bairro Laélia Alcântara nesta quarta-feira, 22 de maio de 2024. Esse programa tem como objetivo principal o recapeamento e a reparação de vias, além de melhorias nas redes de drenagem e esgoto, e a construção de meios-fios e calçadas nas dez regionais da capital. Laélia Alcântara, um dos 18 bairros da regional Calafate, está recebendo 100% dessas melhorias.

Durante a visita, o prefeito destacou que as empresas contratadas estão transformando vias que há anos estavam intrafegáveis, contribuindo para a qualidade de vida dos moradores. O presidente da Associação de Moradores, Wilson Moreira, ressaltou a resolução de problemas antigos, como uma cratera de mais de 60 metros que impedia o tráfego de veículos. Com a desobstrução do esgoto pelo Saerb, as condições melhoraram significativamente.

O vereador Antônio Morais, que acompanha as obras, afirmou que esta iniciativa trouxe grandes benefícios para a comunidade, destacando a importância histórica do bairro Laélia Alcântara. Ele declarou: “Tenho três mandatos como vereador e acompanho há mais de dez anos a situação, essa era uma rua de ônibus, mas graças a Deus, o prefeito fez um serviço de primeira e só quem ganha é a comunidade do Laélia Alcântara e adjacentes, esse é um dos bairros mais antigos de Rio Branco”.

Durante a visita ao bairro, o prefeito Bocalom aproveitou para verificar o andamento da reforma da Unidade de Saúde da Família (USF) Mariano Gonzaga. Ele elogiou o empenho da equipe da Prefeitura e da Secretaria de Saúde em melhorar as condições da unidade, que precisava urgentemente de renovação. Bocalom comentou: “O time da Prefeitura de Rio Branco, em especial a Secretaria de Saúde, está totalmente empenhado em fazer o melhor para a nossa população. Esta é uma Unidade de Saúde que há muito tempo merecia essa reforma, e agora estamos realizando.”

Continue Reading

Política

Servidores de Cruzeiro do Sul e região participam de capacitação em Benefícios Sociais

Capacitação inédita em Cruzeiro do Sul aprimora gestão e atendimento nos programas Bolsa Família e Cadastro Único

Published

on

Pela primeira vez em Cruzeiro do Sul, a Secretaria Municipal de Assistência Social está recebendo capacitação sobre Sistemas de Benefícios e Cadastro Único. Esta formação, oferecida pela Caixa Econômica Federal, está direcionada às equipes que trabalham nos Programas Bolsa Família e Cad Único. O evento acontece no auditório do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos entre os dias 21 e 24 de maio.

Além dos servidores locais, participam também funcionários dos municípios acreanos de Porto Walter, Marechal Thaumaturgo, Mâncio Lima, Rodrigues Alves, e Ipixuna, no Amazonas. Segundo Delcimar Leite, Secretária Municipal de Assistência Social, esta é a primeira vez que a capacitação, antes restrita às capitais, é realizada em Cruzeiro do Sul, transformando a cidade em um polo regional de treinamento.

A capacitação visa aprimorar o atendimento aos beneficiários dos programas sociais, e inclui uma avaliação final, com certificação apenas para aqueles que forem aprovados. Delcimar Leite destaca a importância dessa iniciativa para melhorar o serviço oferecido à população e para economizar recursos, já que não será necessário deslocar os servidores para outras cidades. Ela também aponta que esta será a primeira de muitas capacitações planejadas para o futuro.

Continue Reading

Assessoria

Prefeitura de Rio Branco distribui mais de 1.000 Kits humanitários para comunidades afetadas pela cheia do Rio Acre

Published

on

Em uma ação coordenada pela Prefeitura de Rio Branco, com apoio de recursos do Governo Federal, foram entregues mais de 1.000 kits humanitários para as comunidades atingidas pela cheia do rio Acre. A operação, que teve início nesta terça-feira no polo Belo Jardim, faz parte de um esforço contínuo para mitigar os efeitos das inundações que devastaram vários bairros da capital.

Os primeiros beneficiados foram os moradores das comunidades Vista Alegre, Catuaba, Liberdade e Polo Belo Jardim. Cada família recebeu um kit composto por um colchão, uma cesta básica, um kit de limpeza e dois galões de água. Além disso, foram distribuídos 1.800 kits de dormitório e higiene pessoal, com cada família podendo receber até três unidades, dependendo da sua composição.

Felício de Freitas, representante da Secretaria Municipal de Agropecuária (Seagro), destacou que a inclusão do colchão nos kits de dormitório foi uma medida pensada para melhor atender às necessidades específicas da população rural. “Essa ajuda é destinada às famílias já cadastradas no nosso programa de ajuda humanitária da Defesa Civil e Seagro. Este benefício chega a essas famílias através da Prefeitura de Rio Branco, com recursos federais e próprios,” explicou Freitas.

O coronel Balbino, diretor administrativo e financeiro da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec), ressaltou o esforço conjunto de diversas secretarias para garantir a entrega dos benefícios. “Vamos atender um total de 13 comunidades, entregando 1.762 kits assistenciais para quem mais precisa,” afirmou Balbino.

A iniciativa da Prefeitura de Rio Branco atende as comunidades afetadas por desastres naturais, para garantir que as necessidades básicas dos moradores sejam atendidas.

Continue Reading

Tendência