Connect with us

Cultura

Filme “Nazaré: do verde ao barro” será exibido na Mostra Pan-Amazônica de Cinema, em Belém do Pará

A animação rondoniense participa da programação da mostra, que integra atividades da Cúpula da Amazônia

Published

on

No próximo dia 13 de agosto o curta-metragem rondoniense “Nazaré: do verde ao barro” será exibido no Auditório Eneida de Moraes, do Centro Cultural do Palacete Faciola, em Belém do Pará, dentro da programação da Mostra Pan-Amazônica de Cinema, que acontece durante o mês de agosto, no contexto da Cúpula da Amazônia.

A Mostra Pan-Amazônica de Cinema, realizada pelo Governo do Estado do Pará, por meio da Secretaria de Cultura do Estado do Pará, conta com produções audiovisuais de todos os estados da Amazônia Legal e dos países membros da OTCA (Organização do Tratado de Cooperação da Amazônia), sendo um curta e um longa-metragem convidados de cada local. Para representar o Estado de Rondônia a curadoria composta por Indaiá Freire, Augusto Pacheco e Zienhe Castro selecionou o curta-metragem “Nazaré: do verde ao barro” e o longa “O Território”, de Alex Pritz, que esteve na pré-lista de indicados ao Oscar 2023.

“Levar as nossas histórias por esse Brasil afora é uma prática que precisamos exercer sempre e exibir nossas obras em território amazônico, tem um gostinho especial, pois falamos da nossa gente, para nossa gente. As pessoas se reconhecem no filme e ser selecionado para representar Rondônia em uma programação tão importante é motivo de orgulho e muita responsabilidade”, comenta Juraci Júnior, diretor e roteirista do filme.

A ida do diretor do filme até Belém do Pará conta com o apoio da Fecomércio, que este ano completa 40 anos de atividades em Rondônia. Para o Presidente Raniery Araújo Coelho incentivar aristas e iniciativas que promovam o Estado de Rondônia é uma das premissas da instituição. “Ao apoiar iniciativas como esta, em que os potenciais culturais e turísticos regionais são apresentados, fortalecemos toda a cadeia produtiva, o que reflete diretamente na economia local”, comenta o Presidente.

A animação

O filme é inspirado na comunidade de Nazaré, no Baixo Madeira, distrito de Porto Velho, um importante polo da cultura popular e que realiza o tradicional Festival Cultural de Nazaré, reconhecido como Patrimônio Cultural de Natureza Imaterial de Rondônia. A obra conta com participações da própria comunidade, como na trilha sonora composta por Tullio Nunes e a música tema é do grupo Minhas Raízes.  Gravada com atores reais que ganharam novas formas e tons em aquarela, a animação é fruto de um trabalho coletivo. A direção e roteiro são de Juraci Júnior, as ilustrações são da artista visual Roberta Marisa, direção de produção é de Fernanda Paiva, direção de fotografia de Rafael Oliveira e os efeitos de pós-produção são de Rone Mota.

O filme já circulou em mais de 40 festivais, conquistou o prêmio de Melhor Direção de Fotografia durante a 15ª edição do Curta Taquary (2022) e teve exibições no México, Croácia, Portugal, Colômbia e Estados Unidos.

“Nazaré: do verde ao barro” foi contemplado no Edital nº 78/2020/ SEJUCEL-CODEC – 1ª Edição Jair Rangel “Pistolino” do Edital de Chamamento Público para Produção Audiovisual. Lei Federal 14.017/2020 – Lei Aldir Blanc.

Cultura

Projeto Som do Acre abre inscrições para artistas e bandas locais

Iniciativa busca fortalecer a cena musical do estado com mapeamento, formação e oportunidade de apresentação nacional

Published

on

As inscrições para o Projeto Som do Acre estão abertas até 28 de junho. Fruto de uma emenda parlamentar do Deputado Federal Leo de Brito (PT-AC), o projeto visa fortalecer a cena musical do estado e é gratuito para artistas e bandas locais. A participação deve ser confirmada por meio da inscrição na Rede Floresta Ativista.

O projeto é dividido em três etapas. A primeira fase, intitulada “Mapeamento da Cena”, pretende traçar um perfil da música acreana. A segunda etapa, “Formação Avançada”, oferecerá oficinas gratuitas sobre mercado musical e gestão de carreira, programadas para ocorrer entre os dias 1 e 4 de julho. Na terceira fase, “Posicionamento Nacional”, os participantes concorrem a uma viagem para São Paulo, onde terão a oportunidade de se apresentar na @navecoletiva da @midianinja.

Banda Fire Angel / Festival Chico Pop na Concha Acustica de Rio Branco Foto: Sérgio Vale

Para participar, os interessados devem preencher o formulário disponível em rede.florestaativista.org/som e garantir 100% de presença nas quatro oficinas oferecidas.

Mais informações podem ser obtidas pelo Instagram @som.vc

Continue Reading

Cultura

Inteligência Artificial traz voz de Padre Paolino Baldassari no 16º Circuito Junino de Quadrilhas de Rio Branco

Published

on

No 16º Circuito Junino de Quadrilhas de Rio Branco, a junina Explode Coração utilizou inteligência artificial para homenagear o Padre Paolino Baldassari, um frei da Ordem dos Servos de Maria conhecido por suas missões em Sena Madureira. As missões, chamadas desobrigas, levavam evangelho e atendimentos de saúde a populações isoladas na floresta e podiam durar até seis meses.

Com o tema “No caminho da fé santo que o povo quer”, a Explode Coração apresentou uma réplica do batelão/barco usado pelo Padre Paolino em suas missões. A apresentação incluiu a recriação da voz do Padre Paolino por meio de inteligência artificial durante o ato do casamento na quadrilha.

“Foi um grande desafio. Homenagear o Pe. Paolino já é uma alegria enorme. Quando percebemos que sua voz poderia estar conosco, isso foi mais desafiador ainda”, explicou Cleson Lima, coordenador da junina. Com a contribuição da Wave Produções e trabalho de voz de Arison Jardim e Alexandre N. Nobre, conseguiram criar uma representação da voz do Padre Paolino. “Acreditamos que a voz ficou muito próxima. Estamos felizes”, afirmou Cleson.

A inovação mostrou as incríveis possibilidades da inteligência artificial, tocando o público presente e adicionando uma nova dimensão ao evento junino ao preservar e homenagear figuras importantes de maneira criativa.

Continue Reading

Cultura

16º Circuito Junino de Quadrilhas encanta público na Praça da Revolução

Homenagem ao Pe. Paolino Baldassari emociona o público evento segue nesse domingo

Published

on

Desde quinta-feira (13), está acontecendo o 16º Circuito Junino de Quadrilhas de Rio Branco. A primeira etapa é realizada na Praça da Revolução.

Neste sábado, a segunda noite do 16º Circuito Junino de Quadrilhas foi um grande sucesso, marcada por muita alegria, diversão, comidas típicas e com a praça lotada pelo público. A festa, iniciada com a escolha da realeza junina, segue até domingo (16) na Praça da Revolução.

Segundo Klowsbey Pereira, diretor-presidente da Fundação Garibaldi Brasil (FGB), esta primeira etapa ocorre neste final de semana na Praça da Revolução, enquanto a segunda etapa será entre os dias 21 e 23 de junho no Quadrilhódromo. “Nove quadrilhas juninas estão competindo entre si. A quadrilha campeã do 16º Circuito Junino será conhecida no dia 23,” afirmou Pereira. Além disso, a quadrilha junina vencedora representará o estado na etapa nacional, em Brasília.

Foto: Marcos Araújo/Assecom

O prefeito Bocalom destacou que o objetivo é resgatar os encontros tradicionais na principal praça da cidade. “Esse é o resgate da alegria e do viver em comunidade em nossa Rio Branco. Fizemos isso com o carnaval, o Natal de Vida e Esperança, e agora a festa junina na Praça da Revolução.”

As quadrilhas juninas participantes são: Sassaricano na Roça, Matutos na Roça, Malucos na Roça, Explode Coração, Junina Pega-Pega, Escova e Elétrica, CL na Roça e Assanhados na Roça. Os critérios de avaliação pelo corpo de jurados incluem melhor figurino, coreografia, harmonia, evolução e simpatia.

Na segunda noite, o destaque foi para a Junina Explode Coração, que fez uma homenagem ao Pe. Paolino Baldassari, frei da Ordem dos Servos de Maria em Sena Madureira. Com o tema “No caminho da fé santo que o povo quer”. A junina emocionou o público presente e surpreendeu com uma réplica do batelão/barco que o padre usava para suas viagens missionárias, chamadas desobrigas, levando o evangelho e atendimentos de saúde a populações isoladas na floresta. Essas viagens duravam até seis meses.

O Frei Paolino foi uma figura marcante, líder da Igreja Católica em Sena Madureira e defensor fervoroso da floresta amazônica. Conhecido como o missionário da floresta, Paolino Baldassari nasceu em 1926 em Bologna, na Itália. Convocado para a Segunda Guerra Mundial, decidiu que sua missão seria outra e veio para o Brasil em 1950. O sacerdote faleceu aos 90 anos em 2016 e está em processo de beatificação pelo Vaticano.

Segundo Cleson Lima, coordenador da Explode Coração, a comunidade já se sente vitoriosa por poder homenagear o Pe. Paolino. “A vida do frei Paolino nos inspira e demonstra que estamos no caminho certo. Aqui na Regional IX Tancredo Neves, somos mais de 12 bairros, e nossas lutas e conquistas são frutos da união e do convívio de nossa gente.” A Explode Coração inovou também ao apresentar uma representação da voz de Paolino, recriada por inteligência artificial, durante o ato do casamento.

O 16º Circuito Junino de Quadrilhas continua hoje, com as apresentações começando às 18h na Praça da Revolução, no centro da cidade.

Foto capa: Juan Diaz

Continue Reading

Tendência