Connect with us

Notícias

Parlamentares do Acre prestigiam lançamento da Agenda Institucional do Cooperativismo em Brasília

Published

on

O Sistema OCB divulgou na terça-feira (18), a Agenda Institucional do Cooperativismo, documento que apresenta as políticas públicas, projetos de leis e decisões judiciais mais relevantes para impulsionar o desenvolvimento do movimento no país. O evento contou com a participação de autoridades como o vice-presidente da República e ministro do Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio, Geraldo Alckmin; o ministro do Desenvolvimento Agrário, Paulo Teixeira; o diretor de Fiscalização do Banco Central, Paulo Souza e o presidente da Embrapa, Celso Moretti. A diretoria da Frente Parlamentar do Cooperativismo (Frencoop), também tomou posse durante o evento. O colegiado já reúne mais de 300 parlamentares entre deputados e senadores.

Para o vice-presidente Geraldo Alckmin, a meta de R$ 1 trilhão será atingida e superada. “Tenho certeza que o cooperativismo vai ultrapassar a sua ambiciosa meta em geração de emprego e faturamento do cooperativismo. Quem ganha é o povo brasileiro. Notei a preocupação para que não haja bitributação em relação ao ato cooperativo. Me somo a essa frente do desenvolvimento através do cooperativismo para trabalharmos juntos. O cooperativismo é uma alternativa importante para o ganho de escala e agregação de valor a produtos e serviços e, por isso, precisa ser incentivada”, destacou.

Já o ministro Paulo Teixeira destacou a importância das cooperativas na agricultura familiar. E declarou que o governo está atuando para o fortalecimento do movimento com o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), com a destinação de R$ 500 mil para compra e doação destes alimentos para pessoas em situação de insegurança alimentar; e o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), que recebeu aporte de R$ 1,5 milhão para corrigir em 37% o valor para alimentação de crianças e adolescentes. “Muitas cooperativas participam destes programas e quero destacar o papel delas também na difusão de tecnologias e agregação de valores e modernização da agricultura brasileira”.

O ministro acrescentou que as cooperativas são essenciais para a modernizar a agricultura com equipamentos e ferramentas tecnológicas. “Para manter nossa juventude no campo, precisamos ampliar a conectividade e avançar na implementação da energia solar. Tenho certeza que as cooperativas têm muito a contribuir nessas áreas, pois esta é a forma mais elevada de difundir essa cultura”, concluiu.

Paulo Souza, por sua vez, evidenciou a expressiva contribuição do cooperativismo de crédito. “O cooperativismo integra a agenda estratégica do Banco Central em sua dimensão e inclusão financeira, mas também contribui fortemente para outras dimensões presentes na nossa vida como a competitividade, a educação e a sustentabilidade. Nos últimos quatro anos o ativo total do sistema cooperativo saltou de R$ 250 bilhões para R$ 600 bilhões, um crescimento de 140%. Neste mesmo período, os ativos do sistema financeiro aumentaram cerca de 57%. O cooperativismo tem um percentual de inadimplência bem abaixo da média do mercado e tem relevância crescente na oferta de créditos para as empresas de menor porte”, avaliou.

O diretor salientou outros números estimulantes do cooperativismo que beneficia, por consequência, o sistema financeiro com o um todo. “A carteira de crédito das cooperativas encerrou dezembro de 2022 com a marca de R$ 370 milhões, crescendo 22%. A título de comparação, o restante do sistema financeiro foi inferior a 14%. O cooperativismo de crédito representa 21% dos créditos concedidos a micro e pequenas empresas. Atualmente as cooperativas estão presentes em 55% dos municípios e em 331 desses são as únicas instituições financeiras da região. O número de cooperados alcançou 15,6 milhões de pessoas, em 2022. Um crescimento de 43%, em apenas três anos”.

O evento contou ainda com a participação do secretário de Inclusão Socioeconômica do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), Gilberto Carvalho; do secretário executivo do MDIC, Márcio Rosa; e do secretário de Abastecimento, Cooperativismo e Soberania Alimentar do MDA, Milton Fornazieri.

Demandas

Além da inclusão do adequado tratamento tributário ao Ato Cooperativo no texto da Reforma Tributária (PEC 45/19), a Agenda Institucional prioriza, entre outros temas, a regulamentação da Lei Complementar 196/22, que atualizou o Sistema Nacional de Crédito Cooperativo (SNCC); a aprovação da proposta que amplia a participação das cooperativas no mercado de seguros (PL 519/18); maior segurança jurídica para as cooperativas participarem de processos de licitação; melhores condições no acesso ao crédito rural a produtores rurais e cooperativas; e valorização das cooperativas na política de conectividade no campo (PL 1.303/22).

Acre presente no evento

O cooperativismo no Acre tem tido exponencial crescimento nos últimos anos, atualmente o estado possui cerca de 40 mil cooperados, entre os ramos com maior destaque está o de crédito, o do trabalho, de bens e serviços, o agropecuário, e o de saúde.

O senador da República, Sérgio Petecão, esteve presente no lançamento da Agenda Institucional do Cooperativismo e destacou o movimento como estratégico para o desenvolvimento do país e do Acre.
“Fiz questão de comparecer nesse evento de grande relevância e que reuniu diversas autoridades políticas do nossos país, lá pudemos atestar através da divulgação de números e de pautas, o tamanho do cooperativismo no país, que cresce a todo momento. Meu mandato é parceiro dessa causa e de minha parte, não vou medir esforços para que cada vez mais o cooperativismo cresça e se fortaleça, sobretudo no meu estado do Acre”, disse o senador.

Para o deputado federal Eduardo Velloso, que também prestigiou o lançamento da Agenda Institucional do Cooperativismo, o envolvimento de parlamentares em defesa do cooperativismo pode ajudar a alavancar o setor, dando celeridade a apreciação de leis e projetos que tramitam no Congresso Nacional.

O deputado estadual Pedro Longo, presidente da Frente Parlamentar de Defesa do Cooperativismo no Acre (Frencoop), destacou pautas importantes para o setor abordadas durante o evento.
“Considero que esse foi um evento de extrema importância e que reuniu as mais altas autoridades de diversos segmentos do governo e parlamentares em torno do cooperativismo. Pautas importantes para o setor foram abordadas, como por exemplo: estratégias para o desenvolvimento do sistema cooperativo com foco no desenvolvimento nacional do país, metas para evitar a bitributação, e para compreensão melhor por todos os atores econômicos e políticos da consistência do ato cooperativo, já que as cooperativas não visam o lucro para si, mas sim a prosperidade e o desenvolvimento para os seus cooperados, tenho certeza que esse evento foi muito importante e certamente deixará um legado no sentido de um ambiente de negócios e legislativo mais favorável ao cooperativismo”, finalizou.

Também estiveram no evento o presidente da OCB/Acre, Valdemiro Rocha e o secretário-geral da OCB/Acre, Edilson Araújo.

Fotos: Assessoria de Comunicação da OCB Nacional.
Texto: Andréia Oliveira com informações da Assessoria de Comunicação da OCB Nacional.

Notícias

Audiência Pública debate segurança na Região do Juruá

Autoridades e Sociedade Civil discutem medidas para combater a criminalidade

Published

on

A Assembleia Legislativa do Acre promoveu uma audiência pública em Cruzeiro do Sul para debater a segurança nas cidades da região do Juruá. Autoridades e representantes da sociedade civil participaram do evento, que abordou a falta de policiamento ostensivo, a cobrança de taxas por organizações criminosas e a necessidade de medidas concretas para enfrentar esses desafios. O governo anunciou a realização de um curso profissionalizante e o retorno do serviço 190 para a região, demonstrando o compromisso em buscar soluções para garantir a segurança da população.

A audiência pública realizada pela Assembleia Legislativa do Acre em Cruzeiro do Sul, nesta sexta-feira (19), teve grande participação de autoridades e representantes da sociedade civil. O evento teve como objetivo discutir a segurança nas cinco cidades da regional do Juruá, incluindo Mâncio Lima, Rodrigues Alves, Porto Walter e Marechal Thaumaturgo.

Presidido pelo deputado Pedro Longo (PDT), vice-presidente da ALEAC e proponente do encontro, a audiência aconteceu na Associação Comercial da cidade. O presidente da ALEAC, Luiz Gonzaga, e o primeiro secretário Nicolau Júnior, destacaram a importância da realização do evento em Cruzeiro do Sul para permitir um amplo debate sobre um dos temas mais relevantes para a região.

O governo estadual, através da Secretaria de Segurança Pública, assinou um acordo com a prefeitura para realizar um curso profissionalizante de atendente de serviços emergenciais. O curso capacitará 110 jovens para atuar no atendimento telefônico de ocorrências policiais.

Durante a audiência, diversas autoridades e representantes da sociedade civil se manifestaram. O comerciante Jesus da Rocha denunciou a falta de policiamento ostensivo nos comércios e relatou um episódio em que seu estabelecimento foi alvo de roubo. O delegado da Polícia Federal, Edmilson Cavalcante, destacou o problema da cobrança de taxas por organizações criminosas na região.

Em resposta aos desafios apresentados, o diretor geral de Polícia Civil sugeriu a criação de um serviço de denúncia anônima. Além disso, o secretário de Segurança Pública anunciou medidas concretas, como o retorno do serviço 190 para Cruzeiro do Sul e a instalação de uma base aérea para atendimento emergencial na região.

A participação das autoridades presentes demonstra o compromisso do governo em buscar soluções para os problemas de segurança na região do Juruá. A governadora em exercício, Mailza Assis, ressaltou a importância da colaboração da população e do governo para garantir a estrutura necessária para enfrentar a criminalidade.

Os representantes políticos e judiciais presentes reforçaram o compromisso em fortalecer as forças de segurança e garantir o bem-estar da população. A audiência pública foi um importante espaço de diálogo e busca por soluções para os desafios enfrentados na região do Juruá.

Continue Reading

Assessoria

Presidente do Sistema Fecomércio-Sesc-Senac Acre firma convênio com Defensoria Pública

Convênio vai beneficiar mais de 200 servidores da Defensoria Pública

Published

on

O presidente em exercício da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Acre (Fecomércio-AC), Marcos Lameira, assinou na manhã desta sexta-feira, 12, convênio com a Defensoria Pública do Estado do Acre (DPE/AC). O acordo tem como objetivo garantir o acesso dos membros e servidores da Defensoria, juntamente com seus dependentes, aos benefícios oferecidos pelos parceiros da rede de convênios ComércioMais, incluindo o Sesc e Senac.

Lameira, destacou que o convênio vai beneficiar mais de 200 servidores da Defensoria Pública. “Eles terão acesso às unidades de atendimento do Sesc e Senac, que oferecem serviços de qualidade em áreas como educação, saúde, lazer e cultura. Isso vai contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos servidores e de suas famílias”, afirmou.

A defensora pública-geral do Estado, Simone Santiago, ressaltou a importância do convênio para a instituição. “Esse acordo é um grande passo para a Defensoria Pública, pois vai proporcionar mais qualidade de vida aos nossos servidores. Estamos muito felizes com essa parceria”, salientou.

A secretária jurídica, Nicole Cordeiro Nobre, não vê a hora para começar a aproveitar os benefícios do convênio. “Acredito que essa é uma grande oportunidade para nós, servidores. Vamos poder ter acesso a diversos serviços com preços mais acessíveis. Eu pretendo utilizar principalmente os serviços do Sesc, como a academia e o restaurante”, afirmou.

A responsável do ComércioMais, Narciélia Cordeiro, explicou que é simples adquirir a carteirinha para ter acesso aos benefícios. “Os interessados devem solicitar a carteirinha do ComércioMais na sede da Fecomércio, mediante pagamento de uma taxa anual”, explicou.

ComércioMais

A Rede ComércioMais é uma iniciativa destinada a fortalecer e apoiar os empresários do comércio local, visando proporcionar condições privilegiadas de negócios para os empresários e seus dependentes, faz parte dos esforços contínuos da Fecomércio-AC em promover o desenvolvimento do setor.

Com o objetivo de criar um ambiente propício para o crescimento dos negócios, a Rede ComércioMais oferece uma variedade de benefícios, incluindo descontos especiais em uma ampla gama de estabelecimentos conveniados, tais como hotéis, restaurantes, oficinas mecânicas, salões de beleza, universidades e postos de combustível, entre outros.

Além dos benefícios para os empresários e consumidores, a Rede ComércioMais também oferta oportunidades para empresas locais se tornarem fornecedoras credenciadas, ampliando assim suas oportunidades de negócios e visibilidade.

Para participar da Rede ComércioMais, os empresários interessados devem procurar a sede da Fecomércio-AC para obter mais informações sobre os requisitos de credenciamento e os custos associados. Após o credenciamento, os beneficiários receberão uma carteira de identificação válida por um ano, que lhes dará acesso a todos os benefícios oferecidos pela rede.

Continue Reading

Notícias

Prefeitura de Cruzeiro do Sul transfere usina asfáltica para Parque Industrial

Mudança visa otimizar espaço e oferecer novas instalações para trabalhadores rurais e crianças do Bairro Aeroporto Velho

Published

on

A Prefeitura de Cruzeiro do Sul iniciou a transferência da usina de asfalto do Bairro Aeroporto Velho para o Parque Industrial, localizado na Estrada Nova Olinda. A mudança busca centralizar as atividades industriais e liberar espaço no perímetro urbano.

O prefeito Zequinha Lima acompanhou o processo e anunciou a construção da Casa do Agricultor no novo local, que também abrigará uma creche para atender as crianças do Bairro Aeroporto Velho. A inauguração está prevista para breve.

O prefeito Zequinha Lima afirmou que: “Estamos acompanhando o transporte da usina de asfalto, que está pronta para ser encaminhada ao polo industrial, onde ficarão as indústrias. Aqui no local, estamos construindo a casa do trabalhador rural, que será inaugurada em breve, proporcionando comodidade aos trabalhadores rurais. Também planejamos a construção de uma creche em outra área deste local.”

Continue Reading

Tendência