Connect with us

Política

Prefeitura promove mecanização agrícola para produtores familiares na BR 307

Published

on

A Prefeitura de Cruzeiro do Sul através da Secretaria Municipal de Agricultura Abastecimento e Pesca SEMAPA – vem promovendo e ampliando o acesso à mecanização agrícola dos produtores familiares.

Na região da BR 307, que abrange as regiões da Vila Santa Luiza do Pentecostes, Macaxeiral, Santa Bárbara, Santa Maria e outros ramais adjacentes, a prefeitura está há 30 dias com dois tratores para aração e gradagem.

Neste período, cerca de 40 hectares de solo já foram mecanizados naquela região.

A mecanização propicia melhor aproveitamento do solo, maior produtividade e menos trabalho para o agricultor. No modelo tradicional de preparação do solo, é necessário realizar a broca, o uso do fogo e a destoca da área. Uma atividade exaustiva que consome a maior parte do tempo do agricultor e limita a área de plantio.

“Quando autorizado pelo órgão ambiental, no local certo da propriedade, a mecanização substitui qualquer tipo de uso de fogo na área, até porque não faz nenhum sentido mineralizar a área com fogo, tirando cerca de 30% dos nutrientes do solo e em seguida aradar. Essa é a orientação dada pela secretaria ao produtor”, explica o Secretário Municipal de Agricultura Eutimar Sombra.

“Além disso, a área mecanizada e corrigida garante maior vida útil do solo e proporciona a possibilidade de o produtor não abrir área nova. Esse é o principal ganho ambiental com a mecanização”, explica o secretário.

A mecanização é realizada através de uma parceria com os agricultores que custeiam apenas o combustível das máquinas.

“Para fazer esse serviço manual tem que brocar, tocar fogo, destocar, dá muito mais trabalho. Com a terra aradada é só tirar maniva e plantar. Se tivesse que pagar por um serviço desses ia ser mais de R$1000 reais, pagando só o combustível ficou por R$ 340. Estou feliz, porque é uma redução de custo. Agradecemos muito ao subprefeito Liberman que é quem leva nossas demandas à prefeitura, e ao Prefeito Zequinha que vem buscando atender essas demandas”, explica Vital Viana de Matos, produtor da Comunidade Santa Bárbara na BR 307.

“Sem arado mecânico leva muito tempo de trabalho, com isso aumenta produção. A maioria dessas terras, se não for com arado mecânico não dá mais para plantar”, explica Antônio Deodato da Silva.

“Estamos em visita às áreas mecanizadas onde através do subprefeito Liberman, pudemos fazer um planejamento detalhado das necessidades dos agricultores e com isso montar um cronograma para atendê-los da melhor maneira possível. Estamos com dois tratores há mais de 30 dias, porque tinha muita demanda represada de aradagem de terra nessa região. São quase 40 hectares e terra mecanizados o que significa aumento de produção da agricultura familiar. A preparação do solo, é um passo importante, juntamente com a orientação técnica, o transporte para que chegue um produto sadio na mesa do consumidor. O morador está feliz e nós, da gestão ficamos felizes porque está chegando investimento da prefeitura nessas localidades”, concluiu o prefeito Zequinha Lima.

Assessoria

Política

Rio Branco abraça a agricultura familiar: 1º Festival da Macaxeira na Praça da Revolução

Uma celebração de sabores e tradições de 26 a 29 de Junho

Published

on

O 1º Festival da Macaxeira de Rio Branco pretende reunir mais de 20 mil pessoas na Praça da Revolução entre os dias 26 a 29 de junho de 2024. Organizado pela Prefeitura de Rio Branco em parceria com a Acisa e a Secretaria Municipal de Agropecuária (Seagro), o festival celebra a cultura rural e a produção local, com foco especial na macaxeira, um dos principais produtos da região.

O evento contará com uma programação que inclui atrações musicais como Felipe Araújo e Antônio Cirilo, além de atividades como rainha do rodeio, cavalgada, apresentações juninas e competições como o berrante de ouro e a premiação para a maior macaxeira.

“Preparativos estão em pleno vapor para o 1º Festival da Macaxeira de Rio Branco! A Praça da Revolução se transforma para receber um evento que celebra nossa cultura rural, com música, competições e muita diversão. Não perca essa festa!” Eracides Caetano

Uma das principais iniciativas do festival é estabelecer uma conexão direta entre o campo e a cidade, valorizando os produtores rurais que são fundamentais para a economia local. O secretário municipal da Seagro, Eracides Caetano, destacou a importância de reconhecer e valorizar esses produtores, oferecendo-lhes suporte técnico e visibilidade através do evento.

Uma casa de farinha será instalada na praça para mostrar aos visitantes o processo de produção, permitindo que crianças e adultos aprendam sobre a origem dos alimentos que consomem.

A prefeitura e Acisa garantem que o 1º Festival da Macaxeira de Rio Branco será uma oportunidade de fortalecer os laços entre a cidade e o campo, valorizando a produção local e oferecendo entretenimento e aprendizado para todos os participantes.

Foto: Val Fernandes / Assecom

Continue Reading

Assessoria

Zequinha Lima assina convênio com a Associação dos Comerciantes do Mercado Joãozinho Melo para prevenção de incêndios

Published

on

Na manhã desta segunda, 24, a Prefeitura de Cruzeiro do Sul assinou um convênio no Mercado Joãozinho Melo. O acordo representa um investimento de R$ 91.813,08, e tem como objetivo principal a prevenção e combate a incêndios, visando proteger vidas humanas. A medida é crucial para garantir a segurança do mercado pois incêndios representam uma ameaça significativa à segurança e bem-estar das pessoas.

Com a implementação de um projeto robusto de prevenção e combate a incêndios, a prefeitura está investindo na segurança e preservação da vida no mercado, que é composto por 94 boxes e gera mais de 250 empregos diretos, sendo um local tradicional e muito visitado por clientes e turistas na cidade.

Manoel Correia de Mello, que trabalha no mercado há 45 anos, expressou sua satisfação com o convênio: “Esse convênio de hoje foi um benefício muito importante para nós. O bombeiro entra aqui para trás, é muito difícil, isso é muito importante. Como é que a gente vai dar licença para funcionar aqui no mercado, se não tinha o bombeiro? Ainda bem que o prefeito ajudou muito para nós aqui. Nesse convênio que ele fez”.

“Com a parceria, conseguimos. A segurança é o mais importante e agora, com o convênio, isso foi garantido.”

Giovanny Correia de Melo, presidente da Associação dos Comerciantes do Mercado Joãozinho Melo, destacou a importância da parceria com a Prefeitura: “A Associação desde o primeiro dia do meu mandato, busca parceria com a Prefeitura. A gente é bem atendido lá e com muito trabalho e esforço conseguimos. Os empresários ficam com mais segurança agora em trabalhar. Quando eu assumi a gestão da galeria, não conseguíamos tirar o alvará devido à burocracia dos bombeiros.”

O prefeito Zequinha Lima ressaltou a importância da prevenção e da parceria com a Associação dos Comerciantes: “Nós estamos trabalhando aqui com a parte de prevenção. O Mercado Joãozinho Melo é um ponto turístico importante de Cruzeiro do Sul. Fizemos uma parceria com o Governo do Estado e, agora, estamos formalizando um convênio de R$ 91 mil para instalar hidrantes e prevenir incêndios. Este é um trabalho importante que nós da Prefeitura estamos fazendo em parceria com a Associação.”

Assessoria

Continue Reading

Política

Imac e MPAC alinham estratégias para Licenciamento Ambiental e enfrentamento da crise hídrica

Reunião discute regularização de loteamentos e ações emergenciais devido à estiagem severa no estado

Published

on

O Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac) e o Ministério Público do Acre (MPAC) realizaram uma reunião nesta sexta-feira, 21 de junho de 2024, para discutir questões relativas ao licenciamento ambiental de loteamentos próximos ao Parque Zoobotânico da Universidade Federal do Acre (Ufac) e possíveis irregularidades nessas licenças. Participaram do encontro o presidente do Imac, André Hassem, e representantes técnicos e jurídicos do instituto, juntamente com a 1ª Promotoria de Justiça Especializada de Habitação e Urbanismo e Defesa do Patrimônio Histórico e Cultural do MPAC.

Além das questões de licenciamento, a reunião também abordou a crise hídrica que ameaça o estado do Acre devido à estiagem. A Sala de Situação e Monitoramento Ambiental (Sisma) da Secretaria do Meio Ambiente (Sema) publicou uma nota técnica destacando a probabilidade de chuvas abaixo do esperado e aumento das temperaturas nos próximos meses, agravando a situação de emergência hídrica. Com base nos dados do Mapa de Secas e do Monitoramento Hidrometeorológico dos rios Acre, Juruá, Purus e Iaco, o governo do Acre decretou situação de emergência ambiental em todos os 22 municípios do estado, conforme o Decreto Estadual nº 11.492, de 11 de junho.

O presidente do Imac enfatizou que a equipe técnica já iniciou a fiscalização da situação hídrica no Alto Acre e solicitou apoio do MPAC, através do Centro de Apoio Operacional de Defesa do Meio Ambiente, Patrimônio Histórico e Cultural e Habitação e Urbanismo (CAOP-MAPHU), coordenado pelo promotor de Justiça Luis Henrique Rolim. Rolim destacou a importância da articulação estadual e a disposição do MPAC para colaborar no enfrentamento da crise hídrica, considerando a reunião extremamente produtiva para alinhar procedimentos e estratégias entre as instituições.

Foto: Alexandre Cruz-Noronha/Sema

Continue Reading

Tendência